Please reload

Instituto Espaço Silvestre realiza soltura de papagaios-de-peito-roxo

10.03.2019

Após longo período de reabilitação, 36 papagaios serão levados para o Parque Nacional das Araucárias para a sétima soltura que ocorrerá na região onde a espécie estava extinta.

 

 

No passado, era comum avistar grupos de papagaios-de-peito-roxo sobrevoando as matas da região que hoje abriga o Parque Nacional das Araucárias, SC. Porém, as ações humanas, como retirada ilegal de animais da natureza, reduziram drasticamente o número dessas aves, que levou à extinção da espécie no local. Com o intuito de mudar esta realidade, e trazer de volta as cores e sons da floresta, foi iniciado o pioneiro projeto de reintrodução da espécie nessa unidade de conservação federal.

 

 

Desde 2010, 153 papagaios-de-peito-roxo já foram soltos no local. A maioria é vítima do tráfico ilegal de animais silvestres, e alguns são nascidos em zoológicos e criadouros licenciados. Todas as aves passam por um rigoroso processo de reabilitação, que inclui exames clínicos e laboratoriais, análise genética, além de treinamentos comportamentais que os preparam para a vida na natureza. Solturas anuais, como a que será realizada, são necessárias para ajudar a repovoar a região. O monitoramento dos papagaios e seus filhotes nascidos na natureza é realizado diariamente pela equipe do Instituto Espaço Silvestre e pela comunidade através da ciência cidadã.

 

 

 

Para reduzir as ameaças que levaram à extinção local do papagaio-de-peito-roxo, o Instituto Espaço Silvestre também mantém o projeto de educação ambiental e de geração de trabalho e renda para mulheres que vivem na região do Parque Nacional das Araucárias. 

 

 

Please reload