Papagaio-de-peito-roxo comendo pinhão

 

 

 

Instituto Carijós logo

 

 

Você sabia que o Instituto Espaço Silvestre se chamava Instituto Carijós? O Instituto Carijós Pró-Conservação da Natureza foi criado em 1999 com o objetivo de apoiar a implantação de unidades de conservação e a gestão participativa das mesmas, através da pesquisa e monitoramento, educação ambiental e mobilização comunitária. Em 2001, devido ao trabalho em cooperação com a Estação Ecológica de Carijós, colaborou para que esta fosse considerada Unidade de Conservação Referência pelo IBAMA.

 

Algumas de suas ações mais importantes incluem o projeto “Implementação do Plano de Manejo da Estação Ecológica de Carijós”, atividades de aproximação da gestão com a REBIO do Arvoredo, APA do Anhatomirim e RESEX do Pirajubaé, além da elaboração e execução de projetos de educação ambiental e integração comunitária e interinstitucional. Após a conclusão dos trabalhos na ESEC Carijós e devido o ICMBIO ter assumido a mesma, o Instituto Carijós iniciou uma nova fase. Para saber mais sobre os projetos desenvolvidos pelo Instituto Carijós clique aqui. Para informações sobre a Estação Ecológica Carijós, visite seu website.

 

Em 2010 um grupo de amigos apaixonados pela fauna silvestre se reuniu para fundar o Espaço Silvestre, uma organização que trabalhava informal e voluntariamente em prol da fauna silvestre brasileira. Em Dezembro de 2011, tendo o seu primeiro projeto aprovado em mãos, fecharam uma parceria com o Instituto Carijós, para por em prática as ações planejadas. Desde então o Instituto é a nova casa do projeto de reintrodução do papagaio-de-peito-roxo no Parque Nacional das Araucárias, SC. Em Fevereiro de 2013, tendo cumprido o primeiro ano de projeto com comprovado sucesso, os membros do Espaço Silvestre foram eleitos para a diretoria e coordenação técnica do Instituto Carijós, e assim o Espaço Silvestre passou a ser um núcleo de estudo de fauna dentro do Instituto Carijós. Em Fevereiro de 2014, o Instituto Carijós, ONG sem fins lucrativos criada em 1999, mudou de nome e se tornou o Instituto Espaço Silvestre. 

 

 

 

Somos uma entidade não-governamental, sem fins lucrativos, e temos como missão contribuir para a conservação da biodiversidade. Nossos objetivos atuais são:

 

 

 

(1) Reintroduzir o papagaio-de-peito-roxo (Amazona vinacea) no Parque Nacional

das Araucárias, SC, dando suporte necessário para o estabelecimento de uma

população viável à longo prazo;

 

(2) Educar as pessoas sobre o papagaio-de-peito-roxo e seu habitat;

 

(3) Gerar oportunidades e  promover o desenvolvimento socioeconômico sustentável

para as comunidades que vivem no entorno no Parque Nacional das Araucárias, SC;

 

(4) Gerar conhecimento científico sobre o papagaio-de-peito-roxo e programas de

reintrodução de animais silvestres na natureza.

 

 

 

O Instituto Espaço Silvestre é uma organização não governamental composta por uma Assembleia Geral, órgão supremo na estrutura hierárquica, formada pelos membros da diretoria, do conselho fiscal e os fundadores da instituição.

 

Entre as atribuições da Assembleia estão aprovar relatório de atividades e balanços, bem como eleger membros dos Conselhos e diretoria. A diretoria tem a função de discutir as metas, diretrizes e indicadores de desempenho, além de auxiliar no desenvolvimento de programas de captação de recursos.  Por sua vez, o Conselho Fiscal é responsável por emitir pareceres sobre os balanços enviados pela Diretoria, opinar sobre a realização de operações financeiras e fiscalizar o cumprimento do Estatuto da instituição. Clique aqui e conheça nosso estatuto.

 

O Instituto Espaço Silvestre gerencia com transparência e compromisso os recursos a ele destinados. Você pode verificar nossos dados no Portal Transparência, além de conferir nossas demostrações financeiras auditadas abaixo:

 

Demonstrações Financeiras 2015

 

Demonstrações Financeiras 2016

 

Relatório Anual 2017

 

Relatório Anual 2018

 

 

 
 
 
 

Empresária e mantenedoura de fauna. Atuou no mercado fotográfico por 18 anos, foi diretora administrativa em empresa de importação de maquinário e insumos para a revelação de fotografias e diretora comercial de rede de lojas do varejo fotográfico. Em 1998 fundou a Editora Photos, com publicação de dois periódicos bimestrais e diversos livros fotográficos. Atualmente administra a Politrade Ltda, empresa que investe no mercado imobiliário com fins de locação. Em 2010 iniciou um projeto de manutenção de fauna, o Refugio das Aves, hoje integrado ao Instituto Espaço Silvestre. Clique aqui para visualizar o currículo completo.

Presidente

Ligia Jahn (Voluntária)

É doutora em Administração de Empresas pela Fundação Getúlio Vargas- SP. mestre em Admistração pela Universidade Federal da Bahia e graduada em Administração de Empresas pela Universidade de Caxias do Sul. Atualmente é professora de Admistração Pública na Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC/ESAG), e professora colaboradora da Universidade Federal da Bahia (UFBA), junto ao Centro Interdisciplinar de Desenvolvimento e Gestão Social (CIAGS). Atua voluntariamente junto a diversas organizações da sociedade civil e projetos sociais. Integra a Rede Nacional de Pesquisadores em Gestão Social e a International Society for Third-Sector Research. Entre seus temas de interesse em pesquisa, estão: coprodução do bem público, accountability, governança, gestão pública, gestão social, desenvolvimento socioterritorial e investimento social privado. Clique aqui para visualizar o currículo completo.

Vice-presidente

Dra. Paula Schommer (Voluntária)

Bacharel em direito pelas universidades Unipar e Univali desde 2006, técnica em transações imobiliárias desde 1997 e credenciada pelo Creci desde 2008 pelo número 13445. Atualmente trabalha em duas empresas do ramo imobiliário: na Politrade Ltda gerencia e administra aluguéis comerciais e na Desc Imobiliária vende imóveis de alto padrão. Atua também como investidora do mesmo ramo. Entre os anos de 2002 e 2007 gerenciou a área financeira, administrativa e de recursos humanos de uma holding com 7 empresas do ramo fotográfico.

Tesoureira

Eloiza Poletto  (Voluntária)

Técnica em decoração pela Escola Panamericana de Arte (São Paulo/SP)

Conselheira Fiscal

Sandra Tavares (Voluntária)

Médico Veterinário graduado pela Universidade Paulista (2003), possui experiência em medicina de animais selvagens, medicina da conservação e pós-graduação latu sensu em clínica e cirurgia de animais selvagens. Desde 2004, atua como pesquisador em projetos de conservação com foco em mamíferos neotropicais. Desde 2011, é veterinário do Projeto Tatu-Canastra, Mestre em Ciências pelo Instituto de Medicina Tropical da Universidade de São Paulo e pesquisador associado do Zoológico de Naples, Flórida, US. Clique aqui para visualizar o currículo completo.

Conselheiro Fiscal

Danilo Kluyber (Voluntário)

​Formada em Farmácia e Bioquímica com especialização em Análise Clínicas e Toxicológicas pela Universidade Camilo Castelo Branco, atuou como farmacêutica Clínica na Irmandade Santa Casa de Misericórdia de São Paulo. Reside atualmente em Florianópolis e trabalha na área de farmácia.

Conselheira Fiscal

Desiree Tavares Marei (Voluntária)

Conselho Consultivo

Biólogo formado pela Universidade Regional de Blumenau, onde fez parte da equipe do Laboratório de Ecologia e Ornitologia e participou de estudos com aves da Floresta Atlântica, Floresta com Araucária e Campos Naturais desde 2003. Trabalhou com consultoria ambiental, com enfoque em levantamentos e diagnóstico da avifauna para Planos de Manejo de Unidades de Conservação. Além disso foi um dos coordenadores da elaboração da primeira lista de aves ameaçadas de Santa Catarina publicada em 2011 e é um dos colaboradores na elaboração dos Planos de Ação para espécies ameaçadas de extinção dos campos sulinos e dos papagaios ameaçados da Floresta Atlântica. Em 2009 começou a trabalhar com observadores de aves estrangeiros e brasileiros, conduzindo expedições no Brasil, Peru e Argentina. Clique aqui para visualizar o currículo completo.

Conselheiro Consultivo

Adrian Eisen Rupp (Voluntário)

Biólogo, natural de Florianópolis, tendo graduado em Ciências Biológicas pela Universidade Federal de Santa Catarina (2003), com mestrado em Ecologia e Conservação pela Universidade Federal do Paraná (2006), doutorado em Zoologia pela Universidade de São Paulo (2011) e com pós-doutorados pelo Museu de Zoologia da USP (2014) e outro pela Academy of Natural Sciences of Drexel University, Philadelphia, EUA (2016). Desde 2012 é diretor-geral do Comitê Brasileiro de Registros Ornitológicos, do qual faz parte desde 2003. Foi também secretário da Sociedade Brasileira de Ornitologia (2005-2007) e atuou no corpo editorial e como revisor de vários pediódicos científicos. Atualmente é também pesquisador associado da Academy of Natural Sciences of Drexel University. Clique aqui para visualizar o currículo completo.

Conselheiro Consultivo

Vitor de Q. Piacentini (Voluntário)

Advogado, formado na Universidade do Vale do Itajaí - UNIVALI, sócio do escritório Renê Rotta Advogados Associados,  em Balneário Camboriú - SC, com forte atuação na área de direito privado. É Auditor  do Tribunal de Justiça Desportiva desde 2004.

Conselheiro Consultivo

Renê Elias Rotta (Voluntário)

Advogado com pós graduação em processo civil pela PUC/SP, sócio do escritório Boschi Pigatti e Sigollo Advogados em São Paulo com atuação em direito empresarial. Clique aqui para visualizar o currículo completo.

Conselheiro Consultivo

Rafael Mariano Araujo Bezerra (Voluntário)

É Biólogo, formado pela Universidade Federal de Santa Catarina (2013), e mestre em Ecologia Aplicada pelo programa Erasmus Mundus “Interational Master in Applied Ecology”. Dentro desse programa fez especialização de segundo ano em "Ecologia e Conservação" pela Universidade de East Anglia no Reino Unido (2015). Uniu-se ao Instituto Espaço Silvestre em 2016 para atuar como assistente do projeto de reitrodução do papagaio-de-peito-roxo. Com sua mudança de estado, deixei a equipe tecnica para integrar o conselho do IES. Clique aqui para visualizar o currículo completo.

Conselheiro Consultivo

Felipe Fantacini (Voluntário)

 

É pós- doutora em Ecologia pela Universidade Federal de Santa Catarina (2012), doutora em Ciências Animais pela Purdue University, USA (2008) e Psicóloga e Bióloga pela Campbellsville University, EUA (2002). Especializada em Etologia, Bem-Estar animal e Conservação, atuando principalmente nos seguintes temas: reabilitação, soltura e monitoramento de animais silvestres; comportamento social, condicionamento e enriquecimento ambiental. É membro do Grupo Assessor do Plano de Ação Nacional para a Conservação  da ararinha-azul (Cyanopsitta spixii), Especialista em comportamento do Programa de Cativeiro da ararinha-azul (C. spixii) do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade – ICMBio. Idealizadora e responsável pelo projeto de reintrodução do papagaio-de-peito-roxo (Amazona vinacea) no Parque Nacional das Araucárias, SC, membro da Comissão de Especialista em Reintrodução da IUCN e diretora técnica do Instituto Espaço Silvestre. Clique aqui pra visualizar o currículo completo.

Diretora técnica

Vanessa Kanaan, PhD

É Bióloga, formada pela Universidade Federal de São Carlos (2017) e Tecnóloga em Gestão Ambiental, formada pelo Centro Universitário Padre Anchieta (2011). Na graduação em Ciências Biológicas foi aluna de Iniciação Científica, atuando na área de ecologia e conservação de aves. Além disso, realizou estágios e trabalhos voluntários na área de conservação de fauna atrelados também à educação ambiental. Durante formação como tecnóloga atuou na área de educação ambiental. Uniu-se ao Instituto Espaço Silvestre em 2017, para atuar no projeto de reintrodução do papagaio-de-peito-roxo no Parque Nacional das Araucárias em Santa Catarina. Em 2018 tornou-se coordenadora ex-situ pelo projeto e atualmente atua na coordenação de destinação de fauna do Centro de Triagem de Animais Silvestres de Florianópolis sob administração do Instituto Espaço Silvestre. Clique aqui para visualizar o currículo completo.

Coordenadora de Destinação

Thaís Brisque

É bióloga, formada pela Universidade Nove de Julho – São Paulo e especialista em manejo e conservação de fauna silvestre pela Universidade de Santo Amaro – São Paulo. Trabalhou como bióloga no Programa de Aprimoramento Profissional da Fundação Parque Zoológico de São Paulo por três anos e foi técnica de manejo animal no Aquário de São Paulo por quatro anos. Em 2019 uniu-se ao Instituto Espaço Silvestre como bióloga no CETAS de Florianópolis. É coordenadora de manejo e integrante da equipe de reabilitação e soltura de animais silvestres.

Coordenadora de Manejo

Janaína Aparecida de Moraes

É pós-graduada em manejo e conservação de fauna silvestre pela UNISA - SP e em clínica médica e cirurgica de pets exóticos e animais silvestres pelo Instituto Qualittas. É médica veterinária formada em pela FMU - São Paulo (2015) com aprimoramento em clínica e cirurgia de animais silvestres pela UNISA - SP. Durante a graduação, fez estágios e voluntariados principalmente com clínica de pets não convencionais e em centros de triagem e reabilitação de fauna. Atuou como médica veterinária do CETAS Barueri e em 2019 uniu-se ao Instituto Espaço Silvestre como veterinária no CETAS de Florianópolis. É coordenadora clínica e integrante da equipe veterinária.

Médica Veterinária

Larissa Rezende Paulino

É médica veterinária graduada pela Universidade Estadual do Ceará (2015). Fez residência em clínica e cirurgia de animais silvestres pela Universidade de Brasília (2018). Durante a graduação realizou estágios e trabalhos voluntários em diversas instituições, com foco em reabilitação, soltura e monitoramento pós-soltura. Atuou com répteis, aves, mamíferos terrestres e aquáticos. Durante a residência atuou no CETAS do Distrito Federal e Zoológico de Brasília. Trabalhou como coordenadora no Subprograma de Resgate e Afugentamento de Fauna nas áreas de supressão de vegetação da BR-242/MT, através da Fundação Uniselva e Universidade Federal do Mato Grosso. Em 2019 uniu-se ao Instituto Espaço Silvestre como veterinária no CETAS de Florianópolis. É coordenadora dos voluntários e integrante da equipe veterinária.

Médica Veterinária

Thaís Alencar

É bióloga, formada pela Universidade Comunitária da Região de Chapecó (2014) e Mestre em Ciências Ambientais, também formada pela Universidade Comunitária da Região de Chapecó (2017). Durante a graduação e mestrado o foco de seu trabalho sempre foi o grupo das aves. Possui experiência em levantamentos de diversidade de aves da Mata Atlântica através de diversas metodologias como pontos de escuta e captura com redes de neblina, incluindo anilhamento (anilhadora sênior) e coleta de material biológico. Além disso, tem experiência em estudos populacionais e de ecologia de Amazona vinacea. Em toda sua jornada acadêmica sempre esteve envolvida na realização de atividades de educação ambiental com temas relacionados à conservação da fauna. Atualmente faz parte da equipe técnica do Instituto Espaço Silvestre, trabalhando como assistente do projeto de reintrodução do papagaio-de-peito-roxo desenvolvido no Parque Nacional das Araucárias em Santa Catarina. Clique aqui para visualizar o currículo completo.

Assistente de Projeto

Angélica Soligo Cassol

Possui bacharelado e licenciatura em Biologia com ênfase em biologia marinha pela Universidade Santa Cecília, Santos - SP. Foi bolsista PIBIC/CNPq pelo Instituto de Pesca em Santos. Trabalhou por mais de 4 anos no setor administrativo em empresas privadas e em junho de 2019 se uniu ao Instituto Espaço Silvestre como assitente admnistrativo no CETAS de Florianópolis. Clique aqui para visualizar o currículo completo.

Assistente Administrativo

Bruna Rodrigues Bernardes

É bióloga, formada pela Universidade La Salle (2017). Durante a graduação trabalhou como tratadora de animais no Zoológico Municipal de Canoas, onde se apaixonou pela profissão. Além disso, em 2018 atuou como educadora ambiental no Zoológico de Gramado. Atualmente faz parte da equipe de tratadores do Instituto Espaço Silvestre no CETAS de Florianópolis.

Tratadora de Animais

Franciele Schmitz

É bióloga, formada pela Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), campus Sorocaba (2017). Ao longo da sua formação, realizou estágios e voluntariados em diversas instituições, adquirindo experiência nas áreas de conservação animal, manejo e monitoramento de fauna, Biologia Marinha e Educação Ambiental. Além disso, atuou como auxiliar de campo em consultoria ambiental. Atualmente faz parte da equipe de tratadores do Instituto Espaço Silvestre no CETAS de Florianópolis. Clique aqui para visualizar o currículo completo.

Tratadora de Animais

Julia Rodrigues Salmazo

É bióloga, formada pela Universidade do Planalto Catarinense (2012) e com especialização em Inventariamento e Monitoramento de Fauna pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (2017). Pesquisou na graduação a presença do Puma concolor na Serra Catarinense e na pós-graduação o tráfico de animais silvestres na região central do estado do Rio Grande do Sul. Foi voluntária e guia ambiental durante três anos no Mantenedor de Fauna Silvestre São Braz em Santa Maria/RS, onde trabalhou diretamente com animais provenientes do comércio ilícito, circo, maus-tratos e abandono que são entregues ao local pela Companhia Ambiental da Polícia Militar gaúcha. Atuou também com educação ambiental no mantenedor sob o enfoque do tráfico ilegal de animais. Atualmente faz parte da equipe de tratadores do Instituto Espaço Silvestre no CETAS de Florianópolis.

Tratadora de Animais

Patrícia Dias

É estudante de ciências biológicas e durante sua graduação realizou diversos trabalhos voluntários na área de manejo animal para adquirir experiência profissional. Atuou em projetos de pesquisa e conservação em instituições como o Projeto TAMAR em Ubatuba -SP, exercendo atividades de educação ambiental, reabilitação e manejo das tartarugas marinhas; no aquário de Ubatuba, se envolveu com a vida marinha com foco em peixes cartilaginosos. No Zoológico  Municipal de Ribeirão Preto - SP realizou estagio de 1 ano, passando por diversos setores tais como o biotério, educação ambiental, setor das aves e aquário. Sua ultima experiencia foi como auxiliar em clínica veterinária especializada no atendimento clínico e cirúrgico de animais silvestres e exóticos. Atualmente faz parte da equipe de tratadores do Instituto Espaço Silvestre no CETAS de Florianópolis.

Tratadora de Animais

Roberta Ribeiro

É bacharel em Ciências Biológicas pela Universidade Federal de São Carlos - campus Sorocaba (2018), com ênfase em Conservação Ambiental. Durante a graduação estagiou e realizou iniciação científica na área de Ecologia Teórica e foi vice-presidente da Ambiens Jr. Consultoria e Soluções Ambientais - Empresa Junior de Biologia da UFSCar Sorocaba. Também realizou estágios e trabalhos voluntários na área de conservação, educação ambiental, manejo e reabilitação de animais terrestres e marinhos. Atualmente faz parte da equipe de tratadores do Instituto Espaço Silvestre no CETAS de Florianópolis.

Tratadora de Animais

Thais Regina Zanella

Na sua formação acadêmica realizou mestrado (2011) e doutorado (2015) em Farmacologia pela Universidade Federal de Santa Catarina, onde estudou e pesquisou aspectos da dor e inflamação nos animais. Na sua formação profissional contempla a conclusão de duas especializações, sendo a de Clínica Médica (2008) e a de Clínica e Cirurgia de Animais Selvagens (2009). Já foi Diretora da Associação Brasileira de Animais Selvagens (ABRAVAS). Atualmente, é Presidente da Comissão de Animais Selvagens do Conselho Regional de Medicina Veterinária - SC e presta assistência médica veterinária para animais selvagens em clínicas e hospitais.  Contribui com Projeto de Reintrodução do Papagaio- de- peito- roxo (Amazona vinacea) desde 2011, acompanhando a saúde dos candidatos a soltura. Clique aqui para visualizar o currículo completo.

Veterinária

Dra. Vanessa Foletto (Voluntária)

Flávia Presti é Bióloga, mestre, doutora e pós-doutora em Genética com ênfase em Genética da Conservação. Trabalha com projetos de pesquisa em Biologia da Conservação focando em animais ameaçados de extinção, em especial, os psitacídeos. Responsável técnica do estudo da variabilidade genética e parentesco de papagaios­-de-­peito-­roxo (Amazona vinacea) reintroduzidos no Parque Nacional das Araucárias: contribuição para a conservação da espécie e divulgação científica. Clique aqui para visualizar o currículo completo

Gerente de projeto 

Dra. Flávia Presti (Voluntária)

Médico veterinário, Mestre e Doutor em Ciência Animal pela UFMG. Tem experiência na área de Doenças das Aves, Medicina, Manejo, Sanidade e Conservação de Aves Selvagens, com ênfase em doenças infecciosas e parasitárias. É membro do Grupo Assessor do Plano de Ação Nacional para a Conservação do mutum-do-sudeste (Crax blumenbachii) e da ararinha-azul (Cyanopsitta spixii), Especialista em sanidade e medicina veterinária do Plano de Ação Nacional para a Conservação do mutum-de-Alagoas (Pauxi mitu), Especialista em medicina veterinária do Programa de Cativeiro da ararinha-azul (Cyanopsitta spixii) e da arara-azul-de-lear (Anodorhynchus leari), do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade – ICMBio. Diretor de Patrimônio da Associação Brasileira de Veterinários de Animais Selvagens – ABRAVAS – Gestões 2011 – 2013 e 2013 – 2015, e Diretor Científico – Gestão 2015 – 2017. Atua também com projetos de reabilitação e reintrodução de espécies aves selvagens ameaçadas de extinção. Consultor em medicina veterinária e sanidade no projeto “Reintrodução do papagaio-de-peito-roxo (Amazona vinacea) no Parque Nacional das Araucárias, SC”. Clique aqui para visualizar o currículo completo.

Veterinário

Dr. Marcus Vinicius Romero (Voluntário)

É bacharel em Ciências Biológicas pela Universidade de São Paulo (USP) e está finalizando a licenciatura no mesmo curso. Faz mestrado no Programa de Pós-Graduação Interunidades em Ensino de Ciências da USP, é contador de estórias e trabalha com Ensino de Ciências para e com crianças. Já foi ajudante em pet shop, artista independente, pesquisador, professor voluntário, palestrante, DJ e fotógrafo amador. Gosta de museus, arte, café e sonhos. Clique aqui para visualizar o currículo completo.

Assistente do projeto de educação ambiental

Marcelo Kei Sato (Voluntário)

Possui bacharelado e licenciatura em Ciências Biológicas (1992 e 2004), mestrado em Ciências Biológicas (Zoologia) (1998) e Doutorado em Educação (2009), todos pela Universidade de São Paulo. Atualmente, é docente do Instituto de Biociências da Universidade de São Paulo, Vice-diretora do Parque de Ciências e Tecnologia da USP e membro da Diretoria da Associação Brasileira de Ensino de Biologia (SBEnBio - Nacional). É coordenadora do grupo de pesquisa CHOICES (Culture and Historicity in Out-of-School Innovations for Communication and Education in Science). Tem experiência na área de Educação, atuando principalmente nos seguintes temas: educação não formal, divulgação científica, aprendizagem e ensino de ciências, produção de materiais didáticos. É membro do corpo docente do Programa Interunidades em Ensino de Ciências da USP. Clique aqui para visualizar o currículo completo.

Educadora

Alessandra Bizerra (Voluntária)

É licenciada e Bacharela em Ciências Biológicas pela Universidade de São Paulo (2017). Fez iniciação científica na área de Ecologia sob o título "Taxa de entrega de alimento para ninhegos de Alectrurus tricolor (Aves: Tyrannidae) na Estação Ecológica de Itrapina-SP". Realizou intercâmbio pelo programa Ciências Sem Fronteiras na Anglia Ruskin University (Cambridge-UK) em Animal Behaviour (jan/2015-jan/2016). Foi voluntária como animal keeper no Shepreth Wildlife Park. Atualmente é Mestranda no Programa de Pós-Graduação em Conservação de Fauna pela UFSCar São Carlos em parceria com a Fundação Parque Zoológico de São Paulo, realizando o projeto "O papel do enriquecimento ambiental na preparação comportamental do papagaio-de-peito-roxo (Amazona vinacea) para reintrodução no Parque Nacional das Araucárias, SC", em parceria com o Instituto Espaço Silvestre. Ama psitacídeos e se interessa por comportamento, bem estar-animal e conservação.
Clique aqui para visualizar o currículo completo.

Assistente do projeto - pesquisa em comportamento

Mariana Herminio Bressan Martins (Mestranda) 

É estudante de pós-graduação na George Mason University, Virgínia, EUA. Atua na área de reintrodução e sua pesquisa é focada na avaliação do treinamento comportamental em cativeiro e sua influência no preparo de papagaios para a sobrevivência na natureza. Seu projeto no IES envolve o estudo do comportamento anti-predador de papagaios-de-peito-roxo em cativeiro pré-reintrodução. 

Assistente do projeto - pesquisa em comportamento

Jessica Roberts (Doutoranda)

É Bióloga e Mestra em Biotecnologia e Biociências pela Universidade Federal de Santa Catarina. Atualmente é doutoranda no mesmo programa de pós-graduação. Sempre apaixonada por animais silvestres, tem formação voltada para esta área desde a sua graduação, quando atuou em manejo, comportamento e bem-estar de animais silvestres mantidos em cativeiro. Realizou voluntariado e estágio em diversas insituições mantenedoras de fauna. No mestrado, sua pesquisa buscou montar e testar um protocolo para identificação genética de espécies em ovos de aves apreendidos em situação de comércio ilegal. No doutorado estuda a diversidade genética de papagaios-de-peito-roxo e desenvolvimento de ferramentas in silico para análise de dados genéticos. Clique aqui para visualizar o currículo completo.

Pesquisa em Genética

Leandra Fomentão (Voluntária)